Avançar para o conteúdo principal

Trau#29


“You may not be her first, her last, or her only. She loved before she may love again. But if she loves you now, what else matters? She's not perfect - you aren't either, and the two of you may never be perfect together but if she can make you laugh, cause you to think twice, and admit to being human and making mistakes, hold onto her and give her the most you can. She may not be thinking about you every second of the day, but she will give you a part of her that she knows you can break - her heart. So don't hurt her, don't change her, don't analyze and don't expect more than she can give. Smile when she makes you happy, let her know when she makes you mad, and miss her when she's not there.” 

                                                                                                                                               

                                                                                                                                            Bob Marley

P.S. Lindo de se postar :)

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Em casa#8

É a palavra que define os últimos meses. Não que as obras tenham durado muito tempo, mas como os mestres não trabalharam a tempo inteiro, a coisa arrastou-se. Acabaram este fim-de-semana e estou desde sábado a limpar, sim por mais que limpe, vejo sempre pó. Estivemos uma semana em casa da minha mãe (eu e os gatos), na fase das pinturas e rodapés, e por isso foi mais fácil limpar o maior, sem que eles estivessem por perto. Domingo à noite regressamos todos e faltam apenas alguns apontamentos de decoração, para que possa fechar esse capítulo. Se já gostava da minha casa, agora estou verdadeiramente apaixonada por ela e por cada divisão. Fotos para muitoooooo breve.

Férias, precisam-se!#1

Começa a contagem decrescente para as merecidas férias. Desta vez vou de viagem "pró estrangeiro", sem pc, sem e-mail e só ligar o wi-fi se apetecer. A intenção de descansar é mais que muita, mas de conhecer novos lugares, ver gente nova e rever a familia e sempre que possível boas compras.

Outfit#2

Não é de hoje, mas reflete bem o meu dia-a-dia, que em certos dias é mais formal. Voltei, orgulhosamente, aos saltos altos e não foi porque a profissão obriga, mas porque o meu peso agora permite. Usar saltos altos com o peso que tinha antes era desconfortável e perigoso. Continuo a preferir sabrinas e botas rasas, mas quando a ocasião exige, consigo adaptar o outfit e isso faz muito bem ao ego. :)