Avançar para o conteúdo principal

Ohh God, i'm in love!


Eu resisti, porque já sabia o resultado final, mas a cunhada pediu para me fazer uma demonstração e eu aceitei, embora lhe tenha dito que a compra dela agora não era favorável...
Mas o que é certo é que me deixou mais convencida do que já estava. Desde o sumo de fruta natural divinal à lasanha feita em pouco tempo, sempre no mesmo utensílio. Fantástico!
Agora é esperar por melhores ventos financeiros para que uma destas passe a constar no balcão da cozinha. :)

Comentários

CoriscaRuim disse…
Eu, anti-bimba assumida, confesso que pequei! Pequei e paguei pela língua como uma linda, que tenho uma Bimba cá em casa. Garanto que foi dos melhores investimentos, que aquilo faz de tudo, menos rapazes. Não obedeço completamente às receitas que detesto refogados, mas é ótimo poder despachar um jantar em meia hora. Também já recriei receitas e inventei umas quantas, que adicionei ao meu livro de receitas. Ando a namorar uma máquina do pão...Mas ainda não é um namoro assumido :p

Mensagens populares deste blogue

Em casa#8

É a palavra que define os últimos meses. Não que as obras tenham durado muito tempo, mas como os mestres não trabalharam a tempo inteiro, a coisa arrastou-se. Acabaram este fim-de-semana e estou desde sábado a limpar, sim por mais que limpe, vejo sempre pó. Estivemos uma semana em casa da minha mãe (eu e os gatos), na fase das pinturas e rodapés, e por isso foi mais fácil limpar o maior, sem que eles estivessem por perto. Domingo à noite regressamos todos e faltam apenas alguns apontamentos de decoração, para que possa fechar esse capítulo. Se já gostava da minha casa, agora estou verdadeiramente apaixonada por ela e por cada divisão. Fotos para muitoooooo breve.

Férias, precisam-se!#1

Começa a contagem decrescente para as merecidas férias. Desta vez vou de viagem "pró estrangeiro", sem pc, sem e-mail e só ligar o wi-fi se apetecer. A intenção de descansar é mais que muita, mas de conhecer novos lugares, ver gente nova e rever a familia e sempre que possível boas compras.

Outfit#2

Não é de hoje, mas reflete bem o meu dia-a-dia, que em certos dias é mais formal. Voltei, orgulhosamente, aos saltos altos e não foi porque a profissão obriga, mas porque o meu peso agora permite. Usar saltos altos com o peso que tinha antes era desconfortável e perigoso. Continuo a preferir sabrinas e botas rasas, mas quando a ocasião exige, consigo adaptar o outfit e isso faz muito bem ao ego. :)